♦ Destinos de esqui reabrem em junho

Com a última temporada cancelada por conta da pandemia, cinco estações de esqui da América do Sul se prepararam para voltar a receber visitantes

Texto: Makata Latam
Depois de um ano de operações suspensas em meio ao contexto de pandemia da Covid-19, os complexos de ski na América do Sul confirmam temporada apoiados em protocolos de saúde e higiene, para que os visitantes possam retornar para desfrutar de suas férias na neve. Trata-se de um dos momentos mais esperados do turismo na região, quando Argentina e Chile preparam suas pistas e meios de elevação para proporcionar aos entusiastas dos esportes de inverno o melhor em estrutura e lazer. Aqui selecionamos cinco destinos de ski do continente sul-americano que já confirmam data de reabertura:

ARGENTINA

 

1. Cerro Castor, Ushuaia
Abertura prevista para Junho, 2021.
Um dos mais conhecidos centros de ski da Argentina, a 26 km da cidade de Ushuaia, na província da Terra do Fogo (3 hrs e meia de vôo desde Buenos Aires), traz 34 pistas de diferentes níveis e 12 meios de elevação. Em 2019, o Cerro Castor completou duas décadas de funcionamento, e sua abertura é geralmente marcada pelo evento chamado de “a descida das tochas”, que acontece em meados de junho quando a neve já se encontra em abundância para a abertura. Em parceria com o Arakur Ushuaia Resort & Spa, todos os anos na base do complexo acontece o après-ski, com Djs, música e muita animação – neste 2021 tudo dentro dos protocolos, claro.

 

2. Cerro Chapelco. 
Abertura prevista para 19 de Junho, 2021.

 

Localizado a 1980 metros acima do nível do mar e a 20 km da cidade de San Martin (2hrs e 15min de vôo desde Buenos Aires), conta com 22 pistas com vários níveis de dificuldade, ao longo de 5,3 quilômetros de percursos servidos por 11 meios de elevação. Para os experientes, as rotas fora de pista oferecem powder snow (neve seca) de ótima qualidade e vistas impressionantes do vulcão Lanín.

 


CHILE

 

3. Valle Nevado.
Abertura prevista para final de Junho, 2021.

 

Na Cordilheira dos Andes, inaugurado em 1980 e de estrutura inspirada nas tradicionais estações de ski da França, as pistas chegam a 3.670 metros. Está cerca de 2 horas de carro do Aeroporto Internacional de Santiago.

 

4. Chillán.
Abertura prevista para final de Junho, 2021.

 

Estende-se ao Sul do país pelos seus três vulcões (Nuevo, Viejo e Nevados), bem próximo à fronteira do Chile com a Argentina. Além desta localização e paisagem exóticas, o destino conta com as famosas águas termais e um território esquiável com a pista mais longa da América Latina, a “Tres Marías”, com 13 km de extensão. Está a cerca de 170 km do Aeroporto de Conceição (1 hora e meia de vôos desde Santiago).

 

5. Portillo.
Abertura prevista para 16 de Junho, 2021.

 

Localizada a aproximadamente duas horas de Santiago, capital do Chile, a estação de esqui Portillo oferece uma estrutura completa a pouco mais de 450 hóspedes por semana. São 35 pistas para todos os níveis de esquiadores e snowboarders, 14 meios de elevação e uma ampla área fora de pista. O complexo também contempla um hotel com 123 apartamentos, os lodges Octagon e Inca e cinco chalés, além de piscina, jacuzzi, restaurantes, bar, discoteca, Fitness Center, sala de ioga e alongamento, ginásio com quadra poliesportiva, salão de beleza, sala de massagem, sauna, sala de internet, cinema, salão de jogos, Escola de Esqui e Snowboard, clínica médica e serviço de aluguel e guarda de equipamentos.

Publicado por

Paulo Mancha

Jornalista especializado em turismo, foi editor chefe da Revista Viajar pelo Mundo e repórter das revistas Terra e Próxima Viagem. Desde 2003, fez mais de 50 reportagens internacionais e, em 2012 e 2014, foi agraciado com o Prêmio de Melhor Reportagem da Comissão Europeia de Turismo. Comentarista esportivo do canal ESPN, Paulo decidiu unir neste blog as duas paixões: viagens e esportes.