♦ Recipientes antimicrobianos na Delta

Como parte do programa Delta CareStandard, a companhia está lançando caixas antimicrobianas para os passageiros colocarem seus pertences no momento da checagem de segurança

Os novos recipientes antimicrobianos para colocação de pertences pessoais nas esteiras dos postos de inspeção da TSA (acima) impedem o crescimento de um amplo espectro de bactérias (Crédito: Divulgação)


Texto: Interamerican Network

A partir desta semana, a tecnologia antimicrobiana nos pontos de verificação de segurança dos aeroportos está tornando a experiência pré-embarque em alguns hubs da Delta ainda mais segura. Graças aos novos recipientes de segurança feitos com um material antimicrobiano inovador, os viajantes podem ter a certeza de que seus pertences permanecerão limpos e protegidos ao passarem por esse processo.
.
Em parceria com a Administração de Segurança dos Transportes, a Delta está lançando essas caixas antimicrobianas para uso nas esteiras de triagem automatizadas em Atlanta, Minneapolis/St. Paul, Los Angeles, Nova York-LaGuardia e Nova York-JFK, processo que começa esta semana e continuará ao longo do mês de setembro. A companhia avaliará as oportunidades de expansão para outros mercados após a implantação nessas cidades.
.
Os novos recipientes evitam o crescimento de um amplo espectro de bactérias por meio de uma tecnologia antimicrobiana, que é incorporada à peça e minimiza continuamente a presença desses microorganismos ao longo do ciclo de vida da caixa. Uma cor preta elegante e indicadores nas alças do acessório ajudarão os clientes a saber que seus pertences estão passando pelo posto de controle de segurança resguardados por essa nova solução.
.
Essa inovação em segurança baseia-se no programa Delta CareStandard (Padrão Delta de Atendimento) e é o mais recente avanço na parceria entre a empresa aérea e a TSA para melhorar a experiência do cliente, que anteriormente incluiu o lançamento do primeiro terminal biométrico e o trabalho conjunto para acelerar as filas de segurança internacionais em Atlanta.
.
A TSA também continua a ajustar suas operações durante a pandemia, implementando medidas proativas e de proteção nos pontos de checagem para tornar o processo de inspeção mais seguro, incluindo equipamentos de triagem de alta sensibilidade ao toque e uso de caixas que são limpas de hora em hora, enquanto outras superfícies são higienizadas diariamente ou conforme o necessário nos aeroportos dos Estados Unidos. Mais informações estão disponíveis em tsa.gov/coronavirus.
.
A nova Divisão de Limpeza Global da Delta está trabalhando com equipes em toda a companhia e também com parceiros para aprimorar a segurança e a limpeza durante a viagem. A colaboração da Delta com a RB, fabricante do Lysol®, por exemplo, envolverá o desenvolvimento de futuras soluções de desinfecção e protocolos que serão utilizados tanto nos aeroportos como durante a experiência a bordo.
.
.
As medidas de proteção nos aeroportos incluem o processo de check-in sem contato por meio do aplicativo Fly Delta, colocação de protetores de plexiglass em todos os balcões de check-in da empresa, marcadores de distanciamento e estações de desinfetante para as mãos nos saguões de check-in, nos portões e nas pontes de embarque de propriedade da companhia e nos Delta Sky Clubs, além da realização da aspersão eletrostática em todos os aeroportos atendidos pela Delta nos Estados Unidos, incluindo a prática desse procedimento nas áreas alfandegárias de todos os aeroportos internacionais. Usando o mesmo espírito inovador pelo qual é conhecida, a Delta continua a evoluir, sempre com a limpeza e a segurança em mente.
.

Saiba mais sobre o Delta CareStandard e os protocolos de saúde e segurança da companhia adotados ao longo da experiência de viagem em delta.com.
As informações em português também estão aqui. E, para ficar a par de todas as novidades da Delta, clique aqui.

Publicado por

Paulo Mancha

Jornalista especializado em turismo, foi editor chefe da Revista Viajar pelo Mundo e repórter das revistas Terra e Próxima Viagem. Desde 2003, fez mais de 40 reportagens internacionais e, em 2012 e 2014, foi agraciado com o Prêmio de Melhor Reportagem da Comissão Europeia de Turismo. Comentarista esportivo do canal ESPN, Paulo decidiu unir neste blog as duas paixões: viagens e esportes.