♦ Mensagem de esperança na Patagônia

A fachada do hotel Arakur Ushuaia traz a palavra “UNIDOS”, formada pelas luzes das janelas, levando para todos, nestes tempos desafiadores, uma mensagem positiva desde o Fim do Mundo. 

Texto: Makata Latam

turismo é sem dúvida um dos setores mais afetados pela pandemia Covid-19. Em face do comprimento das exigências da quarentena e isolamento social ainda em grande parte dos países da América do Sul, a hotelaria segue com as operações suspensas, até que a situação da pandemia Covid-19 mude para um estágio de maior segurança.
Enquanto isso, alguns se esforçam para não apenas preservar sua estrutura de colaboradores e funcionários de alguma forma, mas também apoiar suas comunidades e encontrar meios para praticar a solidariedade.
Desde o início da crise em março, o Arakur Ushuaia Resort se colocou a trabalhar ações para fortalecer a comunidade para enfrentar o que poderia vir, doando 1 tonelada de alimentos à comunidade de Ushuaia. Também chamou a atenção a maneira a qual o hotel encontrou em compartilhar uma mensagem de esperança: fazendo uso das luzes do hotel para formar a palavra “UNIDOS” em sua fachada.
“Tentamos transmitir uma mensagem de tranquilidade, de que vamos superar essa crise, mas para isso precisamos nos unir”, comenta Esteban Abolsky, proprietário do hotel. A ideia teve um impacto no espírito dos moradores locais, que tem compartilhado em suas redes sociais imagens da mensagem escrita na fachada do hotel, no alto da colina (250 m), como também buscou levar a esperança “desde o Fim do Mundo para o mundo”.
Sobre a COVID-19 em Ushuaia, na Patagônia Argentina: a cidade, é conhecida como a mais austral do planeta, localizada no extremo Sul da América – latitude que conferiu ao destino o título de o “Fim do Mundo”. Suas belas atrações naturais, como o Canal de Beagle e o Parque Nacional Terra do Fogo, e sua proximidade da Península Antártica como ponto de partida para Cruzeiros para o Continente Gelado, lhe garantem quase que meio milhão de visitantes (sendo 70% internacional) ao longo de todas as estações do ano. Felizmente a pandemia não registrou números preocupantes na Terra do Fogo, com cerca de 130 casos de contágio em Ushuaia e zero vítimas fatais.

Sobre o Arakur Ushuaia Resort & Spa: Em uma localização única, o hotel está em un mirante natural (250 m) com vista panorâmica de Ushuaia e do Canal Beagle, na mítica Terra do Fuego, Patagônia Argentina. Próximo ao Centro da cidade, do aeroporto e das principais atrações do destino: o Parque Nacional Tierra del Fuego, a estação de esqui Cerro Castor, lagos, glaciares. Todo revestido em cobre (5.000 m2), o projeto arquitetônico é contemporâneo e sustentável e o design interior traz materiais naturais, como madeiras aromáticas, e elegantes revestimentos em couro nos tetos e em pedras nas paredes. O magnífico lobby, com seis aconchegantes salas de estar, recebe os hóspedes com seus janelões que descortinam vistas do Canal Beagle, das montanhas nevadas e bosques.
As 117 acomodações e 10 suítes são todas automatizadas: abrigam um dispositivo touch-screen com música, relógio e função que aciona as cortinas: imagine despertar-se com os raios de sol invadindo suavemente o ambiente, com direito à trilha-sonora. A gastronomia no Arakur destaca os sabores fueguinos, representados pelo trio centolla (o caranguejo gigante); cordeiro assado e merluza negra, pescado raro de sabor único encontrado em águas geladas austrais. Além da autêntica parrilla argentina e seus mais tenros cortes, como o bife de chorizo e o bife ancho. O Lobby Bar oferece uma ampla seleção de drinques e vinhos das regiões de Mendoza, Salta, Cafayate e Neuquén.
O spa abriga 200 m2 de piscinas, projetadas para enfatizar as vistas: a maior tem 17 metros, e uma segunda, a piscina in & out com borda infinita traz duas hidromassagens e – acredite – música subaquática. No deck exterior, mais duas hot tubs ao ar livre são perfeitas para contemplar o entardecer. Sauna, ducha escocesa, academia de ginástica e um pool bar completam o conjunto de bem-estar. Das portas do Arakur partem trilhas gratuitas de 30 minutos a 3 horas que percorrem a Reserva Natural Cerro Alarkén e seus arredores, entre bosques e o riacho Grande. O verão (dez–março) é melhor época de visitar a Ilha Martillo, uma pinguinera com centenas dessas simpáticas aves.
No inverno, o ski na estação de Cerro Castor e slide de trenós de cães Husky são as grandes atrações. A nevagação pelo Canal Beagle; os tours de veículos 4 x 4 pelos lagos cor de esmeralda (Escondido; Fagnano; Laguna Esmeralda) e vôos de helicóptero podem ser feitos o ano todo. Shuttles ao centro da cidade (de hora em hora); ao Cerro Castor durante temporada de ski, estão incluídos na tarifa. Além de consumo de Frigobar (bebidas sem álcool), internet wifi e  estacionamento descoberto.

Publicado por

Paulo Mancha

Jornalista especializado em turismo, foi editor chefe da Revista Viajar pelo Mundo e repórter das revistas Terra e Próxima Viagem. Desde 2003, fez mais de 40 reportagens internacionais e, em 2012 e 2014, foi agraciado com o Prêmio de Melhor Reportagem da Comissão Europeia de Turismo. Comentarista esportivo do canal ESPN, Paulo decidiu unir neste blog as duas paixões: viagens e esportes.