♦ Que tal se hospedar na vinícola?

Passeios no hotel La Casona mostram a produção da Vinícola Matetic. Novo menu do restaurante Equilibrio dá mais um toque gourmet à culinária chilena

Texto: A.D. Comunicação

O dia pode começar com um tour entre vinhedos, conhecendo a agricultura biodinâmica, para então degustar na taça o resultado do cultivo. Depois, é provar a culinária chilena em receitas que unem ingredientes locais a um lento preparo para realçar o seu sabor. Distantes de Santiago apenas 1h20 de carro, a premiada Vinícola Matetic e seu hotel-boutique, La Casona, são uma escapada com comodidade e gastronomia. Dentro da propriedade, o restaurante Equilibrio mantém o respeito à cozinha regional com tratamento gourmet aos pratos.

Localizada no Vale do Rosário, a Matetic dispõe de 9.000 hectares para serem apreciados. É possível ver animais soltos entre os vinhedos durante passeios a cavalo ou de bicicleta. Prefere algo mais tranquilo? Há excursões a pé e até uma realizada com van. Os tours com degustação mostram a agricultura orgânica e biodinâmica adotada na vinícola, apresentando os seus rótulos.

Diariamente há quatro saídas, que variam de acordo com a linha de vinho a ser degustado — Corralillo ou EQ — e o idioma falado na visita guiada, que pode ser espanhol ou inglês. Na loja El Emporio estão à venda rótulos variados, assim como produtos regionais feitos de lã. Além de comprar as garrafas, pode-se provar diferentes versões da bebida no espaço, que funciona também como wine bar.

Depois de explorar o ambiente externo, é hora de se sentar e relaxar com uma boa taça. Dos tintos, prove Syrah, Pinot Noir ou Carménère. Seja qual for a escolha, todos são garantia de excelente qualidade. Pioneira no cultivo da varietal Syrah, a Matetic teve agora seu Carménère eleito pela revista CAV, do chileno Club de Amantes del Vino, como o melhor do Chile.

No restaurante Equilibrio pode-se pedir, ainda, o Late Harvest Corralillo, nobre rótulo da Matetic servido de forma exclusiva. No menu, montado pela chef Gloria Silva, há clássicos da gastronomia chilena, como a Plateada, carne levada ao forno por muitas horas, acompanhada de batatas amassadas com azeitona, alho e coentro.

Os pratos valorizam os alimentos fornecidos por produtores da região — camarões e pescados, por exemplo, saem da área litorânea de San Antonio, a mais próxima do Vale do Rosário, para garantir seu frescor. As receitas, no entanto, ganham mais possibilidades nos processos. O método sous-vide, que usa embalagem a vácuo e cozimento a baixa temperatura por um tempo maior do que o usual, permite trazer todo o sabor do ingrediente até o prato final. A técnica é aplicada a um dos sucessos do restaurante: o Asado de Tira, costela bovina grelhada com Syrah e escoltada por espaguete ao molho de tomate e ervas frescas.

Como o hotel-boutique La Casona está próximo de Santiago, uma hospedagem ali pode ser facilmente combinada com uma passagem pela capital chilena e até com um destino de neve no país. Os 10 apartamentos, voltados para os vinhedos e para os jardins, têm nomes de castas de uvas. Nada mais inspirador. A infraestrutura inclui ainda uma acolhedora sala de estar com lareira e mesa de bilhar, terraço com piscina externa, espaço para eventos e WiFi gratuito nas áreas comuns.


Informações sobre o La Casona e a Vinícola Matetic podem ser obtidas em www.matetic.com, no telefone +56 (2) 2611.1520, nas redes sociais @mateticvineyards, no e-mail reservas@mateticwg.com ou com os principais operadores e agências de turismo brasileiros.

Publicado por

Paulo Mancha

Jornalista especializado em turismo, foi editor chefe da Revista Viajar pelo Mundo e repórter das revistas Terra e Próxima Viagem. Desde 2003, fez mais de 40 reportagens internacionais e, em 2012 e 2014, foi agraciado com o Prêmio de Melhor Reportagem da Comissão Europeia de Turismo. Comentarista esportivo do canal ESPN, Paulo decidiu unir neste blog as duas paixões: viagens e esportes.