♦ Eclipse solar total no Chile

Em 2 de julho, todos que estiverem no território Chile poderão observar o fenômeno, seja total ou parcialmente; confira os melhores lugares para assistir

Texto: Imaginadora

Quem estiver no Chile em 2 de julho deste ano poderá acompanhar um dos mais raros e belos espetáculos da astrologia. Às 16h39 deste dia acontecerá um eclipse solar e a Região de Coquimbo, ao norte de Santiago, será o epicentro mundial do fenômeno. Neste horário a lua cobrirá totalmente o sol, transformando o dia em noite durante quase três minutos – mais especificamente, dois minutos e 36 segundos.

O Chile prevê a chegada de mais de 350 mil turistas ao país no período em busca de acompanhar e se maravilhar com o eclipse solar.

A boa notícia é que não são apenas os sortudos que estiverem em Coquimbo que poderão se deparar com o acontecimento. A região será a melhor para observá-lo pois lá o eclipse será total, ocultando 100% dos raios solares que iluminam a Terra, mas no restante do Chile o fenômeno também será observável como um eclipse solar parcial.

Eclipse Solar Híbrido

Poder observar a lua escondendo o sol em praticamente todo Chile é possível por se tratar de um Eclipse Solar Híbrido. O evento é tão único e raro que ocorreu pela última vez nesta área específica do planeta há 427 anos, e será repetido novamente apenas daqui 146 anos, em 2165 – ou seja, é basicamente um ‘agora ou nunca’ para quem quer apreciar o fenômeno. O Chile é o país que tem como característica contar com um dos céus mais limpos do mundo para observação astronômica.

O fato de ser ‘híbrido’ significa que o eclipse será visto de diferentes maneiras – total e parcial – dependendo de onde você estiver. É importante ressaltar que a maioria dos eclipses solares observados da Terra são parciais, isto é, a sombra criada pela lua cobre apenas uma parte da luz do sol. Já o eclipse total acontece quando nosso satélite natural esconde completamente as luzes do sol. No caso do acontecimento previsto para 2 de julho, uma faixa de 200 km, de norte a sul no Chile, permanecerá 100% no escuro durante os três minutos.

Onde ver o eclipse solar total

Particularmente, o cenário ideal do fenômeno acontecerá nos vales onde nasce o Deserto do Atacama. A faixa de terra que ficará 100% na escuridão durante o eclipse solar se estende da cidade de Domeyko, no norte, até a cidade de Guanaqueros, no sul. Dentro desta zona, parte é da região do Atacama, mas a maioria se encontra em Coquimbo – ambas estão preparadas para receber todos os visitantes que queiram apreciar esse fenômeno.

Mais especificamente, as localidades e cidades onde o eclipse solar total será melhor visto no Chile, onde é garantido mais de 96% de escuridão, serão: Freirina, Vallenar e Alto del Carmen, no Atacama, e Andacollo, La Serena, Vicuña e Paihuano, no Vale do Elqui, na região de Coquimbo. Com garantia de escuridão 100%, destacam-se duas cidades: La Higuera e Río Hurtado, ambas também em Coquimbo.

Um dos destaques fica por conta do Vale de Elqui: localizado bem no centro da  faixa de 200 km, o destino conta com um dos céus mais limpos do mundo graças a condições específicas como altitude, clima seco e poucas partículas de poeira no ar. Não é coincidência que neste vale se encontram os observatórios astronômicos Gemini e o Cerro Tololo, o que pode ser uma oportunidade para os curiosos descobrirem um pouco sobre os astros durante a viagem na região.

O interessante é que além de ser o palco principal do esperado fenômeno e contar com ótima infraestrutura para astroturismo, o Vale de Elqui conta também com excelentes opções gastronômicas com plantações de pisco e vinícolas.

Um país inteiro para ver o eclipse

Por outro lado, todos que estiverem dentro do território nacional chileno poderão ver o eclipse solar parcialmente. Em Arica, no extremo norte, por exemplo, o fenômeno ocultará 65% da luz solar, enquanto no extremo sul, 46% da estrela do Sistema Solar será escondida pela lua. Até mesmo na ilha de Páscoa, onde vive o povo Rapa Nui, o sol será parcialmente coberto pela sombra da lua.

Precauções para observar o eclipse

Para desfrutar do evento astronômico mais importante do ano, é necessário tomar algumas precauções mínimas para proteger sua visão. Exceto durante os breves minutos em que o sol estará 100% coberto pela lua, não é seguro olhar diretamente para o sol. A solução assim é adquirir as lentes Eclipse, já que os óculos de sol normais não são seguros para este tipo de fenômeno.

 

Publicado por

Paulo Mancha

Jornalista especializado em turismo, foi editor chefe da Revista Viajar pelo Mundo e repórter das revistas Terra e Próxima Viagem. Desde 2003, fez mais de 40 reportagens internacionais e, em 2012 e 2014, foi agraciado com o Prêmio de Melhor Reportagem da Comissão Europeia de Turismo. Comentarista esportivo do canal ESPN, Paulo decidiu unir neste blog as duas paixões: viagens e esportes.